Navigation Menu

featured Slider

Destaques

Rádio Rolling Soul

VÍDEO

Trey Songz lança single e vídeo de ‘Nobody Else But You’




Trey Songz está de volta!

O cantor de R&B está pronto para nos dar a primeira amostra do sucessor de Trigga de 2014.

Triga estreou “Nobody Else But You”, o primeiro single de seu próximo álbum Tremaine The Album,  acompanhado do videoclipe.

O vídeo mostra uma casa cheia de mulheres que disputam a atenção  do cantor em seu  reality de namoro, mas há um problema - ele tem uma garota. Apesar do que possa parecer, ele só tem olhos para ela ... ou assim pensamos.



Como parte do lançamento, Trey lançará toda quinta-feira um novo episódio inspirado no reality show “Bachelor”chamado "Tremaine The Playboy",  para acompanhar o projeto.




Tremaine The Album, chegará às lojas em 24 de março e está em pré-venda no iTunes.

VÍDEO: The Weeknd – ‘Reminder’



Para celebrar seu 27º aniversário The Weeknd estreou o vídeo de ‘Reminder’, single de seu recente álbum Starboy.

No vídeo dirigido por Glenn Michael , o cantor canadense reuniu diversas celebridades do hip-hop como  Drake, YG, A$AP Rocky, Bryson Tiller, Belly, French Montana, Travis Scott, NAV, e muito mais.

Assista:




The Weeknd prepara-se para embarcar em sua turnê “Starboy: Legend of the Fall”que começa amanhã em Estocolmo e Europa,  antes de vir ao Brasil  para o festival  Lollapalooza, que acontecerá em São Paulo no dia 26 de março.

MÚSICA: Mary J. Blige – ‘U + Me (Love Lesson)’



Mary J. Blige mantém seu divórcio como tema em seu novo single “U + Me (Love Lesson)”, faixa de  seu próximo álbum, Strength of a Woman .

Assim como no hino de separação “Thick of It”, Mary reflete sobre o fim de seu relacionamento de 12 anos com  Martin “Kendu” Isaacs,  “As mentiras que você me disse facilitaram para eu deixá-lo”, ela canta. “Você e eu não fomos a melhor coisa”.


Strength of a Woman  será lançado esse ano. Ouça “U + Me (Love Lesson)” abaixo:



Player Alternativo

Mariah Carey e YG apresentam ‘I Don’t’ no ‘Jimmy Kimmel Live!’



Mariah Carey voltou ao palco em ‘Jimmy Kimmel Live!’ para provar mais uma vez que é Rainha, Sim!

Em um vestido vermelho e decotado, Mimi, fez sua primeira performance ao vivo de seu novo single “I Don’t” com colaboração  do rapper YG .

Apoiada por sua banda e um pianista, MC fez uma apresentação digna de seu legado, que sequer lembra o fiasco do show da virada de ano,  não deixando dúvidas de que esse ano pode ser especial para seus fãs (lambs!), já que prometeu lançar uma série de singles antes da chegada de seu próximo álbum.

De acordo com Jermaine Dupri,  existe a possibilidade do cantor/rapper  Bryson Tiller colaborar com Mariah em um novo single.

Assista:

Grammy 2017: Saiba tudo o que rolou na premiação e confira a lista de vencedores!



 Aconteceu neste domingo (12) a  maior premiação da música, a  59th edição do Grammy Awards.

A premiação que teve como anfitrião o ator James Corden, foi  transmitida para o mundo inteiro direto do Staples Center em Los Angele  e marcada por grandes polêmicas. De ausência de prêmios para a maior indicada da noite (Beyoncé) a erro de Adele durante sua homenagem ao cantor George Michael, a cerimônia certamente foi memorável.




Falando em Adele... A cantora britânica abriu a cerimônia com seu mega hit   “Hello” que levou os prêmios de  “Musica do Ano”, e “Gravação do Ano”, e  venceu todas as cinco categorias às quais estava indicada, dentre elas, o “Álbum do Ano” por 25 que dedicou à Beyoncé.





“A artista da minha vida é Beyoncé. E este álbum para mim, o álbum Lemonade é tão monumental, Beyoncé. Foi tão monumental e tão bem pensado, tão bonito, com alma…”, disse ela à Queen B que não conteve as lágrimas.  “Todos nós pudemos ver um outro lado seu que você nem sempre nos deixou ver e nós adoramos isso. Você é nossa luz. O jeito que vocês faz meus amigos negros se sentirem é muito empoderador. Eu te amo, sempre te amei e sempre te amarei”.

É claro que, depois disso ninguém mais ligou por ela se atrapalhar durante a performance de  “Fast Love”  em homenagem a George Michael. 😏


Beyoncé, indicada a nove categorias, incredulamente, levou apenas dois prêmios nas categorias “Melhor Álbum Urbano Contemporâneo” por “Lemonade” e “Melhor Clipe” por “Formation”. A ausência de prêmios para a cantora vencedora de 22 Grammys, causou enorme polêmica e acusações  à   National Academy of Recording Arts and Sciences de racismo e preconceito por LEMONADE ter sido avaliado  pelos membros de grande maioria branca e conservadora.


Enquanto a Academia negou-se a dar a Bey os prêmios que merecia, a Diva suprema,  deu a eles uma performance digna de sua divindade artística, exaltando a religião de seus antepassados para reverenciar sua maternidade recém revelada, e obviamente foi  ovacionada. (Assista aqui). Em seu discurso de aceitação do prêmio Beyoncé disse:


“Minha intenção para o filme e para o disco era criar um trabalho que desse uma voz para nossas dores, nossas dificuldades, nossa escuridão e nossa história, para enfrentar problemas que nos deixam desconfortável.

É importante para mim mostrar imagens para meus filhos que reflitam a beleza deles, para que eles possam crescer em um mundo em que, quando eles olharem no espelho, primeiro por meio de suas famílias, bem como no noticiário, no Super Bowl, nas Olimpíadas, na Casa Branca, e vejam eles mesmos. E não tenham dúvida de que eles são lindos, inteligentes e capazes.”  #QueOrgulho! 💓(leia o discurso na íntegra)




A família Knowles ainda aumentou a coleção, quando Solange momentos antes, durante o “Pre-Grammy”,  ganhou seu primeiro Grammy de Melhor Performance de R&B por “Cranes In The Sky”, faixa de seu recente álbum A Seat at the Table.

A cantora, embora feliz pelo prêmio, também criticou a premiação por não fazer jus a Lemonade e a irmã.




“Nos últimos 20 anos, só existiram dois negros que levaram para casa o prêmio de álbum do ano”, escreveu a cantora. “Mas houveram mais de 200 artistas negros que se apresentaram na premiação. Criem seus próprios comitês, construam suas próprias instituições, deem prêmios a seus amigos, a você mesmo, e seja o ouro que você quer segurar”, completou, compartilhando um trecho da carta aberta de Frank Ocean, criticando a Academia #Babado.


Por outro lado, Chance The Rapper foi a grande surpresa da noite! O artista independente fez história ao levar os prêmios de “Artista Revelação” que não era ganho por um artista negro de hip hop desde  Lauryn Hill em 1999. Ele ainda venceu nas categorias “Melhor Performance de Rap” por “No Problem”  com 2 Chainz e Lil Wayne e  Melhor Álbum Rap por Coloring Book, desbancando os veteranos Kanye West ("The Life of Pablo"), Drake ("Views"), De La Soul ("The Anonymous Nobody"), Schoolboy Q ("Blank Face") e DJ Khaled ("Major Key"). #Bapho!😍


"Eu gostaria de agradecer a Deus por colocar tantas pessoas incríveis na minha vida, como Pete e Pat, que me acompanham desde 2012", disse o rapper durante seu discurso de aceitação do prêmio. "Sei que muitas vezes falo sobre a minha independência, e as pessoas pensam que têm algo a ver com isso... Mas independência tem a ver com liberdade." 👏👏👏👏👏👏👏




Nas categorias relacionadas a black e soul music, tivemos vencedores como Lalah Hathaway, que levou mais dois prêmios para casa, venceu nas categorias Melhor Performance Tradicional de R&B por "Angel" e Melhor Álbum de R&B por Lalah Hathaway Live; e o cantor de R&B Maxwell que também ganhou mais um gramofone de Melhor Música de R&B por “Lake By the Ocean”.



Ainda tiveram performances maravilhosas de Alicia Keys e Maren Morris, Bruno Mars, John Legend, Lady Gaga, além de lindas homenagens ao Prince e George Michael. O cantor Al Jarreau, que faleceu neste domingo, também foi lembrado na premiação. 

Podemos encerrar dizendo que A Tribe Called Quest, Anderson .Paak, Busta Rhymes,e Consequence fizeram história na premiação com seu ato de resistência contra a política de Donald Trump.


Confira a lista de vencedores:

Álbum do Ano
Adele – “25″

Gravação do Ano
Adele – “Hello”

Música do Ano
Adele – “Hello”

Artista Revelação
Chance The Rapper

Melhor Performance Pop Solo
“Hello” — Adele

Melhor Performance Pop de Dupla ou Grupo
“Stressed Out” — Twenty One Pilots – VENCEU

Melhor Álbum Pop Vocal
25 — Adele

Melhor Performance de R&B
Solange – “Cranes In The Sky”

Melhor Performance Tradicional de R&B
Lalah Hathaway – “Angel”

Melhor Música de R&B
Maxwell – “Lake By the Ocean”

Melhor Álbum Urban Contemporâneo
Beyoncé – Lemonade

Melhor Álbum de R&B
Lalah Hathaway – Lalah Hathaway Live

Melhor Performance de Rap
Chance the Rapper – “No Problem” [feat. 2 Chainz e Lil Wayne]

Melhor Compilação e Trilha Sonora para Mídia Visual
Miles Ahead - Steve Berkowitz, Don Cheadle & Robert Glasper

Melhor Álbum Gospel
Kirk Franklin - Losing My Religion

Melhor Performance/Canção Gospel
Tamela Mann - God Provides

Melhor Performance Vocal de Rap
Drake – “Hotline Bling”

Melhor Música de Rap
Drake – “Hotline Bling”

Melhor Álbum de Rap
Chance the Rapper – Coloring Book

Melhor Performance Country – SOLO
“My Church” – Maren Morris

Melhor Performance Country – DUO/GRUPO
“Jolene” – Pentatonix featuring Dolly Parton

Melhor Música Country
“Humble and Kind” – Tim McGraw

Melhor Álbum Country
A Sailor’s Guide to Earth – Sturgill Simpson

Melhor Performance de Rock
“Blackstar” – David Bowie

Melhor Performance de Metal
“Dystopia” – Megadeth

Melhor Música de Rock
“Blackstar” – David Bowie

Melhor Álbum de Rock
Tell Me I’m Pretty – Cage The Elephant

Melhor Videoclipe
Beyoncé – “Formation”

Melhor Álbum Dance/Eletrônico
Flume – Skin

Melhor Álbum de Música Alternativa
David Bowie – Blackstar

Melhor Álbum World Music
Sing Me Home — Yo-Yo Ma & The Silk Road Ensemble

Melhor Álbum Jazz Latino
Tribute to Irakere: Live in Marciac — Chucho Valdés

Melhor Música Escrita para uma Mídia Visual
“Can’t Stop The Feeling” – Trolls (Justin Timberlake)

Melhor Filme de Música
The Beatles: Eight Days A Week The Touring Years – The Beatles

Beyoncé celebra a maternidade em performance do Grammy e faz discurso empoderador!



Em sua primeira aparição,depois de anunciar a gravidez de gêmeos, Beyoncé iluminou o palco da 59ª edição do Grammy Awards  com uma linda performance de “Love Drought” e “Sandcastles”, faixas de seu mais recente álbum, LEMONADE.

Introduzida ao palco por sua mãe Tina Lawson,  Queem B assumiu seu poder de Deusa maternal em uma apresentação intimista que tirou suspiros da audiência.

Assista:



A grande noite de Beyoncé continuou e a superestrela que recebeu nove indicações este ano,  ganhou nas categorias Melhor Vídeo Musical  por "Formation" e Melhor Álbum Contemporâneo urbano com LEMONADE,

Leia o discurso memorável de Beyoncé:

“Muito obrigada. Oi, baby. Obrigada aos votantes do Grammy por essa honra incrível, e obrigada a todos que trabalharam duro para capturar de um jeito tão lindo a profundidade da cultura do sul do país.


Eu agradeço a Deus por minha família, meu marido maravilhoso, minha filha linda, meus fãs por me darem tanta alegria e apoio.


Todos nós vivemos dores e perdas, e frequentemente nos tornamos inaudíveis. Minha intenção para o filme e para o disco era criar um trabalho que desse uma voz para nossas dores, nossas dificuldades, nossa escuridão e nossa história, para enfrentar problemas que nos deixam desconfortável.

É importante para mim mostrar imagens para meus filhos que reflitam a beleza deles, para que eles possam crescer em um mundo em que, quando eles olharem no espelho, primeiro por meio de suas famílias, bem como no noticiário, no Super Bowl, nas Olimpíadas, na Casa Branca, e vejam eles mesmos. E não tenham dúvida de que eles são lindos, inteligentes e capazes.


Isso é algo que eu quero para cada criança de todas as raças, e eu acho vital que aprendamos com o passado e reconheçamos nossa tendência de repetir nossos erros. Obrigada, novamente, por premiarem “Lemonade”. Tenham uma linda noite. Obrigada por esta noite. Isso é incrível”

RED CARPET: Confira os looks das celebridades no Grammy 2017

Descubra quem arrasou no tapete vermelho do 59º Grammy Awards:



                             Solange                                                                 Rihanna


                           Andra Day                                                     Lalah Hathaway



                            Jill Scott                                                                   Mýa

                                     Adele                                                                Jennifer Lopez


                                 Demi Lovato                                                          Paris Jackson

                                     Ceelo Green





 





Morre o cantor Al Jarreau aos 76 anos!



A lenda do R&B e Jazz,  Al Jarreau  faleceu neste domingo, 12 de fevereiro em Los Angeles. O cantor estava internado por exaustão desde quarta-feira (8).

Nascido em Milwaukee em 12 de março de 1940, o cantor que vendeu milhares de discos e ganhou sete Grammy,  havia anunciado sua aposentadoria após 50 anos de carreira, quatro dias antes de sua morte.

O legado do cantor  foi lembrado por  artistas, fãs  que lhes prestaram homenagens também durante a cerimônia do 59º Grammy Awards neste domingo. Um dos maiores sucessos de Al Jarreau foi "Moonlighting", música tema do seriado conhecido no Brasil como "A Gata e o Rato".


Al Jarreau  viria ao Brasil no próximo mês para o festival Música em Trancoso e esteve no Brasil em 1985 e 2015 no Rock in Rio.


R.I.P

AGENDA RIO: Jazz Out apresenta a 2º edição do Dilla Day no Vila Galé Lapa



Acontece nesta sexta-feira,10 de fevereiro, a segunda edição do Dilla Day , sob curadoria da empresária Tânia Artur e do pianista Jonathan Ferr, 

O evento criado para celebrar o legado do produtor, que também se espalhou pelo mundo , e hoje está em várias cidades dos EUA, como Detroit, Philadelphia, New Orleans, e Europa , será realizado no charmoso hotel Vila Galé Lapa, no Rio de Janeiro.

O line Up é formado por Ferr, Lossio, Ramiro Mart, Chico Tadeu, Joel Ferreira, Nina Black, e Gori Beatzz. Além de uma super instalação do prestigiado artista plástico Adilson Barbosa. A Vj Stella Maiques assina o vídeo mapping, com o objetivo de trazer toda a esfera urbana para o evento.


Sobre Dilla



Um dos maiores produtores influentes da história da música, James Dewitt Yancey, Jay Dee, ou simplesmente J. Dilla, como é conhecido, nasceu em 7 de fevereiro de 1974, e faleceu em 10 de fevereiro de 2006, vítima da doença autoimune, Lupus.

 J. Dilla foi um precursor com novas sonoridades no hip hop. Filho de cantora e pai contrabaixista de jazz, o jovem cresceu cercado de música, o que influenciou completamente sua forma de compor e produzir.


Na semana que coincide com seu aniversário e morte, muitos músicos, rappers e produtores prestam tributos lançando álbuns e singles em homenagem ao artista, que mesmo onze anos após a sua partida,  tem seu legado  em contínuo cresa crescer exponencialmente em todo mundo.

Sua importância é tamanha para a música, que foi criado o Dilla Day, ligado a fundação J Dilla, fundada pela mãe do produtor para ajudar crianças portadoras de Lupus. 


É imperdível!

Confira  o vídeo abaixo da 1ª edição do evento de 2016.


Serviço:


Onde?:  Vila Galé Lapa
Quando?: 10/02/2017
Abertura do evento: 19:00h
Horário do show: 20:00h
Encerramento: 23:00h
Ingresso: R$ 30,00 (somente em dinheiro)

Consumação no bar: dinheiro, cartão débito e crédito.

Lotação: 100 pessoas


Local: Rua Riachuelo, 124 - Lapa - Rio de Janeiro.


Facebook: Jazz Out (@jazzoutbrazil)
Instagram: @jazz_outbrazil

Confirme sua presença no Evento

MÚSICA: Musiq Soulchild – “Simple Things”




Com o Valentine’s Day (dia dos namorados) chegando nos EUA, alguns cantores já começaram a fornecer suas trilhas de romantismo para a ocasião.

Um deles é Musiq Soulchild, que lançou seu último EP Life on Earth  no ano passado, e retorna com  a love song “Simple Things”, primeira música de seu novo projeto na eOne Music/SoulStar Music Company.


“Tell me what good is having everything, if it’s not what you really want / Cause you can get used to forgetting to be grateful so be careful / I don’t need no fortune / You can keep the fame / Just give me a real good woman / Her love is enough for me” ♪♫


Ouça abaixo a faixa produzida por J. Troy:



VÍDEO: Mariah Carey feat. YG – ‘I Don’t’



Seja pra falar de amor ou  rompimentos, Mariah Carey é inegavelmente perita!

Enquanto, muitos achavam que a multipremiada cantora amargaria o fim do relacionamento com  James Parcket,  a diva fez  um hino no melhor do tipo  "você foi exposto" para dizer porque não se casou  com o bilionário.

Um dia depois de estrear seu novo single “I Don’t” em parceria com o rapper YG, Mariah estreia o vídeo oficial da canção. O clipe começa com a DIVA fugindo de uma mansão, vestida de noiva e tendo seu ápice na cena final quando queima o vestido. Simbólico, não é mesmo?

‘I Don’t’  foi produzida por Jermaine Dupri e  Bryan-Michael Cox, e traz sample de  “Where I Wanna Be”, faixa do álbum de mesmo nome de 1999 do  cantor, Donell Jones.

Doze anos depois de dizer  “We Belong Together”,  parece que as coisas mudaram para  Mariah e agora ela está dizendo “I Don’t”.


Assista:



Um lacre, é um lacre né mon na mour!


Durante uma live no Facebook nesta quinta-feira (2), Mariah revelou que lançará alguns singles ao longo do ano, antes de um  novo álbum chegar às prateleiras. Segundo ela, é mais divertido.

MÚSICA: Ariana Grande & John Legend – “Beauty and the Beast”



Vinte e seis anos depois de encantar o mundo nas vozes de Celine Dion e  Peabo Bryson a canção vencedora de um Oscar,  dois Grammys e um Globo de Ouro. ganha uma nova versão.

Ariana Grande & John Legend se reuniram no remake da canção “Beauty and the Beast”,  para a nova adaptação do clássico da Disney  estrelado por Emma Watson, Dan Stevens, e Ewan McGregor.

A trilha sonora de “A Bela e a Fera", que será lançada em 10 de março, ainda inclui colaborações de Celine Dion, Alan Menken, e Tim Rice.

O vídeo para o dueto de Ariana  e John foi dirigido por Dave Meyers (Missy Elliott, Janet Jackson), e será lançado em breve, enquanto o  filme estreará nos cinemas em 17 de março.

Ouça:




Ouça também a original e nos diga qual você prefere na sessão de comentários.

Tá Bombando!

Follow @ RollingSoulBrasil